Apresentação

Jerson Kelman nasceu no Rio de Janeiro em 1948, é casado, tem dois filhos e cinco netos. É engenheiro civil com especialização em hidráulica pela Escola de Engenharia da UFRJ (1971), Mestre em Engenharia Civil pela COPPE-UFRJ (1973) e Ph.D. em Hidrologia e Recursos Hídricos por Colorado State University (1976) e Docente Livre do Departamento de Hidráulica e Saneamento da UFRJ (1985).

Desde 1974 é professor de Recursos Hídricos da COPPE-UFRJ. Presidiu (como orientador) e participou de dezenas de bancas de mestrado e doutorado. É autor dos livros “Cheias e Aproveitamentos Hidroelétricos” (1983) e “Desafios do Regulador” (2009), e de mais de uma centena de artigos técnicos e capítulos em livros especializados, bem como de dezenas de artigos publicados na grande imprensa. Foi fundador, diretor e presidente da Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRH).

É Presidente da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo - SABESP. Foi Interventor na Empresa Energética de Mato Grosso do Sul - ENERSUL, Presidente do Grupo Light (2010-2012), Diretor-Geral da Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL (2005-2008) e Diretor-Presidente da Agência Nacional de Águas - ANA (2001-04). Anteriormente, havia sido pesquisador do Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (CEPEL), Diretor Técnico da SERLA-RJ (Fundação Superintendência Estadual de Rios e Lagoas), consultor do Banco Mundial e sócio da BR-Investimentos.

É membro do Conselho de Administração da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo - SABESP, do Conselho de Administração da Companhia de Seguros do Estado de São Paulo - COSESP, do Conselho de Administração da Eletropaulo Metropolitana Eletricidade S.A. - AES Eletropaulo, do Conselho de Administração do Conselho Superior de Infraestrutura da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo - FIESP, do Conselho de Administração da Associação Brasileira da Infraestrutura das Indústrias de Base - ABDIB e do Conselho Curador da Fundação Brasileira de Desenvolvimento Sustentável - FBDS, da Academia Nacional de Engenharia - ANE

Foi membro do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), do Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH), do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), do Conselho Internacional da ABENGOA (Sevilha, Espanha), do Conselho Consultivo do Instituto de Hidráulica da UNESCO (Delft - Holanda) e do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), da Força Tarefa sobre Segurança Hídrica da Global Water Partnership - GWP e da Organisation for Economic Co-operation and Development - OECD, do Comitê Científico da Semana Mundial da Água em Estocolmo, do Conselho de Energia da FIRJAN  e do Advisory Council of the Global Water Practice of The World Bank. Foi também coordenador da Comissão de Análise do Sistema Hidrotérmico de Energia Elétrica que diagnosticou as causas do racionamento de 2001.

É comendador da Ordem do Rio Branco e da Ordem do Mérito Científico. Recebeu medalhas de mérito legislativo da Câmara dos Deputados e da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, a medalha Bernardo Mascarenhas (ABCE 2006), É detentor dos seguintes prêmios: Flávio Terra Barth (2015, ABRH), o Distinguished Alumni Award (2012, Colorado State University), o título de Engenheiro Eminente (2010, Associação de Antigos Alunos da Politécnica) e o King Hassan II World Water Prize (2003, World Water Council).